Ao longo do processo humano deram-se ciclos de grande instabilidade social, de grandes injustiças, de grandes violências por parte daqueles que detinham o poder, mas, paralelamente, surgiam correntes de pensamento que iam numa direção oposta a essas violências e injustiças que roubavam a subjetividade ao ser humano, transformando-o numa coisa.

Hoje, estamos num momento de grandes convulsões sociais que afetam a todo o planeta e, como ocorreu noutros momentos históricos, torna-se cada vez mais palpável que os seres humanos se rebelam contra o sofrimento, contra a dor, contra o maltrato. Esta rebelião é palpável, observa-se em grandes setores da população mundial que se voltam solidariamente, dia após dia, para ajudar outros que vivem em condições desumanas, reclamando iguais oportunidades para todos.

A antiquíssima – atrevemo-nos a dizer desde que o homem se humanizou – “regra de ouro” torna-se cada vez mais presente na alma de muitas pessoas. Hoje, alguns formulamos a mesma assim: “Aprende a tratar os outros do modo que queres ser tratado”. Começa-se a colocar como valor central da vida o ser humano e aspira-se à reconciliação com outros e consigo mesmo.

Um raio de sol está a penetrar no coração dos seres humanos; pouco a pouco vai-se descobrindo os outros – apesar das diferenças externas – como iguais, com as mesmas preocupações e alegrias, os mesmos temores: temor à pobreza, à solidão, à morte. Atrevemo-nos a dizer que o mundo está em busca profunda, está a virar os olhos na direção do seu interior e as perguntas que nos têm acompanhado ao longo da nossa história humana estão a ser formuladas com força: sobre o sentido da vida, a morte e a transcendência.

Os humanistas, inspirados na Mensagem de Silo, convidamos todas as pessoas e organizações com diferentes formas de espiritualidade a compartilhar experiências internas, estudos e reflexões sobre os elementos que, neste momento histórico, observamos a apontar na direção de mudanças espirituais de grande porte, como poderiam ser a mudança de crenças fundamentais que orientam a atividade humana.

Coordenadora:
Aurora Marquina

Ligações relacionadas:
silo.net

Programa:

Mais informação e para participar: